Memorial de Aires - M de Assis
Gildásio Coimbra
1.0 Varies with device
Está organizado como uma série de entradas em um diário e, como Memórias Póstumas de Brás Cubas, não tem um enredo único, mas compõe-se de vários episódios e anedotas que se interpermeiam.

Aires era um conselheiro que sempre acompanhou Machado em suas histórias, geralmente como um amigo dos personagens. Reportava à figura do próprio Machado. Nesta obra, idolatra uma mulher, D. Carmo, que possivelmente possa ser inspirada em Carolina Augusta Xavier de Novais, o que é sugerido talvez pela coincidência dos nomes Aguiar e Assis, D. Carmo e Carolina, e também pelo fato do casal não ter filhos. Diz-se que se trata de obra machadiana de maior de caráter autobiográfico.

Is organized as a series of entries in a diary and as Brás Cubas Posthumous Memoirs, has a unique storyline, but consists of several episodes and anecdotes that interpermeiam.

Aires was a counselor who always accompanied Machado in his stories, usually as a friend of the characters. He reported to the Machado own figure. In this work, idolizes a woman, Dona Carmo, who may possibly be inspired by Carolina Augusta Xavier de Novais, which is perhaps suggested by the coincidence of the names Aguiar and Assisi, Dona Carmo and Carolina, and also because the couple did not have children. It is said that this is the work of Machado's most autobiographical character.

Content rating: Everyone

Requires OS: 2.2 and up

...more ...less