Quincas Borba - M. de Assis
Gildásio Coimbra
1.0 Varies with device
Quincas Borba é um romance escrito por Machado de Assis, desenvolvido em princípio como folhetim na revista A Estação, entre os anos de 1886 e 1891 para, em 1892, ser publicado definitivamente pela Livraria Garnier. No processo de adaptação de folhetim para livro o autor realizou algumas mudanças mínimas, mas significativas.

Seguindo Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), este livro é considerado pela crítica moderna o segundo da trilogia realista de Machado de Assis, em que o autor esteve preocupado em utilizar o pessimismo e a ironia para criticar os costumes e a filosofia de seu tempo, embora não subtraia resíduos românticos da trama. Ao contrário do romance anterior, no entanto, Quincas Borba foi escrito em terceira pessoa, a fim de contar a história de Rubião, ingênuo rapaz que torna-se discípulo e herdeiro do filósofo Quincas Borba, personagem do romance anterior, e que, sendo enganado por seu amigo capitalista Cristiano e sua esposa Sofia, paixão de Rubião, vive na pele todo o fundamento teórico do Humanitismo, filosofia fictícia daquele filósofo.

Quincas Borba is a novel written by Machado de Assis, developed in principle as serial in the magazine The Station, between the years 1886 and 1891 to in 1892 definitely be published by the Library Garnier. The serial adaptation process to book the author made some minor changes, but significant.

Following Memories Posthumous of Bras Cubas (1881), this book is considered by modern criticism the second of realistic trilogy of Machado de Assis, in which the author was concerned to use pessimism and irony to criticize the customs and philosophy of his time although not subtract waste romantic plot. Unlike the earlier novel, however, Quincas Borba was written in the third person in order to tell the story of Rubião, naive boy who becomes a disciple and heir to the philosopher Quincas Borba, character of the earlier novel, and who, being deceived for his capitalist friend Cristiano and his wife Sofia, passion Rubião, lives on the skin around the theoretical foundation of Humanitism, fictitious philosophy that philosopher.

Content rating: Everyone

Requires OS: 2.2 and up

...more ...less